Vai-Vai

Vai-Vai
  • Nome
    GRCSES Vai-Vai
  • Fundação
    01/01/1930
  • Posição em 2015
    10º lugar
  • Enredo
    No Xirê do Anhembi, a Oxum mais bonita surgiu…Menininha, mãe da Bahia – Ialorixá do Brasil
  • Carnavalesco
    Roberto Monteiros e Hernani Siqueira
  • Intéprete
    Grazzi Brasil e Luiz Felipe
  • Cores Oficiais
    Preto e branco
  • Mestre de Bateria
    Mestre Tadeu e Beto
  • Ordem do desfile
    4ª escola a desfilar no sábado (02)

Sobre a escola

História
Na década de 1920, existia no bairro do Bixiga, na região central da capital, um time de futebol e grupo carnavalesco chamado Cai-Cai. Livinho, Benedito Sardinha e mais alguns  amigos ajudavam a arrumar os jogos e festas do grupo, mas eram sempre vistos como penetras e arruaceiros. Eles foram apelidados pelos integrantes do Cai-Cai de “a turma do Vae-Vae”. Por causa disso, os amigos resolveram fundar o seu próprio cordão carnavalesco, que foi oficializado em 1930. Já na década de 1970, com a decadência dos cordões, o Vai-Vai se transforma em escola de samba em 1972, fazendo o seu primeiro desfile já no Grupo Especial. Atualmente é a escola com mais títulos no Carnaval, somando 15 campeonatos. O último deles veio em 2015, com 269,9 pontos, com o enredo “Simplesmente Elis - A fábula de uma voz transversal no tempo”. Em 2016, a escola deixou o título de campeã e caiu para a 4ª posição entre as outras que desfilaram, registrando 268,8 pontos.

É que eu sou da pele preta
quilombo do povo… Sou Vai-Vai
um privilégio que não é pra qualquer um
protegido e abençoado por Ogum

Axé… Eu sou a negra alma do Bixiga
herança que marcou a minha vida
tem que respeitar minha raiz
o Orum vai desvendar toda verdade
pra resgatar a nossa identidade
das linhas que a historia apagou
África a negra mãe da humanidade
nas marcas de um passado tão presente
a luta que Mandela ensinou
é a força de lutar por nossa gente
clamando a justiça de xangô

ô Inaê, rainha do mar
Alodê, Iabá, Odoyá
cuida de mim mamãe, leva meu pranto
em seus braços o meu acalanto

Ecoa o grito forte na senzala
nos olhos brilha um novo amanhecer
Aruanda ê, Aruanda
trago a força de palmares
pra vencer demanda
a liberdade é minha por direito
não vamos tolerar o preconceito
somos todos irmãos
e a luz da  razão vai nos guiar
sorrir… “sim, nós podemos” sonhar
pois temos um futuro pela frente
punhos cerrados, a Saracura está presente.

Camila Silva

Últimas Notícias