Unidos do Viradouro

Unidos do Viradouro
  • Nome
    Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Viradouro
  • Fundação
    24/06/1946
  • Posição em 2015
    Campeã da série A
  • Enredo
    Viraviradouro!
  • Carnavalesco
    Paulo Barros
  • Intéprete
    Zé Paulo Sierra
  • Cores Oficiais
    Vermelho e Branco
  • Mestre de Bateria
    Mestre Ciça
  • Ordem do desfile
    2ª escola a desfilar no domingo (03)

Sobre a escola

História
A Viradouro é de Niterói, mas há muitos anos participa do carnaval da cidade do Rio de Janeiro e atualmente está sediada na Avenida do Contorno, no bairro do Barreto. A escola disputou os desfiles de Niterói por 39 anos, mas nesse tempo foi ao Rio de Janeiro algumas vezes, mas sem muito sucesso.
Durante muitos anos disputou a hegemonia do carnaval de sua cidade com a Cubango, se sagrando campeã por dezoito vezes. Em 2011, as duas se reencontraram competindo entre si após 24 anos, quando disputaram o Grupo de Acesso A naquela oportunidade.
Em 1997, a escola de samba foi campeã do Grupo Especial do carnaval do Rio apenas em 1997 e em 2010 foi rebaixada para o Grupo A, onde foi vice-campeã no ano seguinte. 
Em 2012 a Viradouro ficou em 5º lugar no Grupo A e no ano seguinte conquistou o vice-campeonato novamente. A agremiação só conseguiu ser campeã do Grupo A em 2014, subindo para o Grupo Especial, mas sendo rebaixada novamente no ano seguinte. 
Já em 2018, a escola foi campeã novamente e conseguiu o acesso para o Grupo Especial.
Se tem magia, encanto no ar
Eu vou viajar ouvindo histórias
De um livro secreto, mistérios sem fim
Vovó desperta a infância em mim
Em cada verso sou mais um menino
Que muda a sorte e sela o destino
Lançado o feitiço pra vida virar
Pro bem ou pro mal é carnaval
E na fantasia a minha alegria é um sonho real

No reino da ilusão o amor seduz o vilão
Num conto de fadas, a felicidade
Invade o meu coração pra cantar
Deixando a tristeza do lado de lá

E quem ousou desafiar a ira divina
Vagou no mar
Cego pela sede da ambição
Carregando a sina dessa maldição
Seres da sombria madrugada
O medo caminhou na escuridão
Mas a coragem que me faz lutar
É a esperança, razão de sonhar
Imaginar e renascer no sol de cada amanhecer
Das cinzas voltar
Nas cinzas vencer

Quem me viu chorar, vai me ver sorrir
Pode acreditar, o amor está aqui
Viraviradouro iluminou
O brilho no olhar voltou
Raíssa Machado

Últimas Notícias