Dragões da Real

Dragões da Real
  • Nome
    GRCES Dragões da Real
  • Fundação
    17/03/2000
  • Posição em 2015
    5º lugar
  • Enredo
    A invenção do tempo. Uma odisseia em 65 minutos
  • Carnavalesco
    Mauro Quintaes
  • Intéprete
    René Sobral
  • Cores Oficiais
    Vermelho, preto e branco
  • Mestre de Bateria
    Mestre Tornado
  • Ordem do desfile
    Segunda escola a desfilar no sábado (02)

Sobre a escola

História
A Escola de Samba Dragões da Real foi fundada em 17 de março de 2000 por integrantes da torcida organizada são-paulina de mesmo nome. Os organizadores são torcedores que já frequentavam outras escolas de samba. Como no Grupo de Espera da Uesp, na qual as novas escolas precisam se filiar, não há repasse de verba, a Dragões contou com a ajuda financeira da torcida e a mobilização de seus associados. O esforço, no entanto, foi recompensado e logo na sua estréia a escola saiu vitoriosa. Dois anos depois, a Dragões voltou a vencer e chegou ao Grupo II. A permanência na chave durou apenas um carnaval, pois a escola novamente foi campeã. Em 2005, em seu primeiro desfile no sambódromo do Anhembi, a agremiação ficou com o vice-campeonato e subiu para o Acesso. Na divisão, a Dragões ficou três vezes consecutivas em quinto lugar e terminou o carnaval de 2010 com a terceira colocação. Em 2011, com 279,25 pontos, consagrou-se campeã do Grupo de Acesso, conquistando o direito de estrear no Especial. De 2015 para 2016, a escola caiu uma posição, saindo do 5º lugar e indo para o 6º, com 268,4 pontos. Em 2017, a escola ficou em segundo lugar e, por pouco, não conquistou o título. Já em 2018, a Dragões da Real ficou na 5ª colocação.

Quem sonhar vai viver essa vitória

Lutar e vencer é nossa raiz

Avante Dragões, chegou sua hora

É tempo de ser feliz


Amor

Nada será como antes

Tudo vai se transformar

O guardião do destino

Num sopro divino

Vai nos revelar


O homem buscou dominar

Segundos contados na areia

A cada invenção

Nos ponteiros da ilusão


Desvendar o futuro que virá

Viajar no passado e aprender

O presente mudar

Tudo pode acontecer


Somos escravos da hora

Senhores do agora

Num mundo veloz

Será que é o tempo que passa

Ou quem passa somos nós?


Quando a sirene tocar

Vai eternizar tamanha emoção

Será a história mais linda

Marcada pelo coração

Simone Sampaio

Últimas Notícias