Escolas não agradaram os jurados que assistiram aos desflies no Anhembi

Enquanto a comunidade do bairro do Limão comemora o bicampeonato da Mocidade Alegre no carnaval de São Paulo, os integrantes de Mancha Verde e Unidos de Vila Maria choram o rebaixamento de suas escolas.

SAIBA TUDO SOBRE O CARNAVAL DE SÃO PAULO

Das 14 agremiações que desfilaram pelo Grupo Especial do carnaval paulistano, a Unidos de Vila Maria ficou em 14º lugar, com 267,5 pontos. Já a Mancha Verde ficou em penúltimo, com 267,6 pontos.

O mau desempenho da Unidos de Vila Maria deu-se principalmente nos quesitos evolução, fantasia e mestre-sala e porta-bandeira. Nem as cinco notas 10 em samba-enredo foram suficientes para salvar a escola da zona norte de São Paulo.

A escola levou ao Anhembi o enredo “Made in Korea – 50 anos da imigração coreana no Brasil” , uma homenagem à Coreia do Sul. O abre-alas “A Jovem Coreia” mostrou uma Coreia que sabe mesclar tradição e modernidade. O carro combinava os dragões da mitologia oriental com a música pop coreana, representada por um destaque fantasiado como o cantor Psy, famoso pelo hit-fenômeno “Gangnam Style”.

Já o desfile da Mancha Verde , segundo os jurados, foi muito bem em bateria e samba-enredo (ambos com notas máximas), mas pecou nos quesitos fantasia, harmonia e mestre-sala e porta-bandeira.

A escola montou o enredo “Mario Lago – Um homem do século 20”, homenagem ao ator, cantor e compositor Mario Lago. A mancha Verde teve Viviane Araújo como rainha da bateria, e Juju Salimeni como um dos destaques.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.