Ex-miss Mato Grosso sairá à frente dos ritmistas do Império Serrano e conta como se prepara para fazer bonito na Sapucaí

nullO convite para ser rainha da bateria do Império Serrano foi uma surpresa. Em agosto, durante uma visita à quadra da verde e branca de Madureira para conhecer a famosa feijoada da casa, Flavia Piana encantou os integrantes da escola e foi chamada pelo presidente Átila Gomes para ocupar o posto à frente dos ritmistas.

Veja outros ensaios exclusivos com as gatas do carnaval

“Eu não imaginava mesmo. Me sinto honrada. Sou muito bem recebida cada vez que vou aos ensaios, a bateria é sensacional e a velha-guarda me trata feito uma princesa. É muito carinho”, conta a moça de 21 anos, que tem na ponta da língua “Dona Ivone Lara, Enredo do Meu Samba”, merecida homenagem a Dona Ivone Lara , um dos grandes nomes do Império Serrano, que desfilará pelo Grupo de Acesso A no sábado, 18 de fevereiro.

Nascida em Cascavel, no Paraná, filha de gaúchos, Flavia se mudou para Primavera do Leste, no Mato Grosso, ainda criança. Adolescente, só queria saber de vôlei e chegou a integrar a seleção juvenil do estado, até que um problema no joelho fez com que trocasse as quadras pelas passarelas, chegando a ser coroada Miss Mato Grosso em 2008. Mas sem descuidar dos estudos: Flavia cursa o sétimo período de Direito.

“Foi uma decisão que tomei com meus pais, estudo é importante na vida”, afirma. “Mas não me vejo advogando. Tenho vontade de trabalhar com TV, ser apresentadora”, conta ela, que sentiu o gostinho da televisão ao fazer algumas reportagens para o “Programa do Gugu”. Enquanto a grande chance na telinha não chega, Flavia, que mora desde março no Rio, segue determinada a honrar o Império Serrano na avenida, participando dos vários compromissos relacionados ao posto.

“Confesso que achava que era algo mais relax e me surpreendi com a cobrança da mídia e das pessoas. Nunca imaginei que era assim. Não sabia que rainha de bateria trabalhava tanto!”, revela a morena, que jura ter samba no pé digno de quem sai junto à bateria de Mestre Gilmar. “Sei sambar sim. E sou persistente”, diz a moça, que está solteira. “Sou casada com o trabalho”, avisa.

Para não fazer feio na Sapucaí, onde a disputa entre as beldades é grande, Flavia está malhando de segunda a sábado com um personal trainer e fechou a boca. O treinamento inclui atividade aeróbica no transport ou na esteira cinco vezes por semana, e séries de musculação voltadas para a definição corporal, com pouco peso e várias repetições.

Veja as mulheres mais bonitas do carnaval em 360º

Para o bumbum, muito agachamento, exercício indispensável para as musas do Sambódromo, e cadeira flexora. “A filosofia do João Marcelo, meu personal, é a angulação perfeita dos movimentos. Ele me cobra bastante e já me fez chorar, no máximo da exaustão”, lembra Flavia, que recorre ainda à drenagem linfática e à massagem manual. “Tenho celulite como qualquer mulher. Mas não me cobro ser perfeita”, diz.

Com 1,79 m de altura, a paranaense quer cair dos 69 quilos para os 65 até o carnaval e reduzir as atuais medidas: 92 centímetros de busto, 66 de cintura e 102 de quadril. Com o acompanhamento de um endocrinologista, cortou doces, bolos e outras bobagens e diminuiu as porções.

Refrigerante ela não toma; além disso, procura se alimentar de três em três horas. No café da manhã, Flavia come cereal com iogurte e, no almoço, muito peixe ou frango grelhados com salada ou legumes. À noite, um copo de suco reforçado. “Como frutas, biscoitos integrais e barras de cereais ao longo do dia, então não tenho fome”, explica a moça, que se permite uma guloseima no fim de semana e vai aproveitar o Natal para matar a saudade do churrasco do pai, Flavio. “Nenhum churrasco é igual ao dele”, derrete-se.

Tente despir as musas e rainhas

Os cuidados com a aparência também se estendem à pele e aos cabelos. Flavia trata do rosto com sabonete específico, tônico e muito filtro solar. Maquiagem ela usa pouco - apenas pó, batom clarinho, rímel e blush, e, se o evento pede algo mais caprichado, delineador e sombra marrom. “Beleza é algo que você realça”, explica ela, que sempre passa hidratante no corpo após o banho e assume ser viciada em cremes para os cabelos naturalmente escuros. “Uso máscara em casa. Aliás, só vou ao salão para cortar. Faço escova e babyliss em casa. Fui miss, né?”, sorri.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.