Aos 28 anos, filho de Moisés reconhece ser chamado de "Padrinho", mas atribui reverência da comunidade ao trabalho que levou a escola do Grupo de Acesso e a dois títulos na elite

Mais jovem presidente a vencer o Carnaval, Wilsinho comemora o título com a mulher e a rainha, Sabrina
Foto Rio News
Mais jovem presidente a vencer o Carnaval, Wilsinho comemora o título com a mulher e a rainha, Sabrina

O mais jovem presidente campeão do Carnaval do Rio, Wilsinho Alves, da Vila Isabel , reconhece o respeito e a reverência com que é tratado pelos integrantes da escola, mas nega ser um “Poderoso Chefão”, “no sentido do filme”. Na apuração dos votos, como o iG mostrou, Wilsinho deu ordens, foi bajulado e recebeu todo tipo de mimos de assessores e torcedores da Vila. Houve quem pedisse “bênção” ao rapaz, que acaba de completar 28 anos, sábado de Carnaval.

“Não sou o D.Corleone, 'Poderoso Chefão' - um grande filme -, mas acontece de as pessoas me chamarem de ‘Padrinho’, presidente... O pessoal é mais humilde, agradecido. É parecido, mas não no sentido do filme”, disse, rindo da comparação, ao iG .

Leia mais: Jovem presidente da Vila Isabel tem dia de beija-mão e de 'Poderoso Chefão'

Wilsinho recebe a confirmação da vitória da Vila Isabel, onde começou em 2003
Photo Rio News
Wilsinho recebe a confirmação da vitória da Vila Isabel, onde começou em 2003

Profissionalização da gestão e reverência

Para ele, foram a evolução da Vila Isabel no Carnaval e o trabalho assistencial iniciados pelo pai, Wilson Alves, o Moisés, na presidência (2004-2011), que geraram gratidão na comunidade.

“Tem uma reverência, tem, mas não fico envaidecido. Sou muito tranquilo, tento falar com todos. Tem muito respeito pela minha família, pela minha figura, por meu pai, minha mãe (responsável pelas oficinas de fantasias e trabalho assistencial), porque cuidamos do que mais amam, a Vila Isabel. O agradecimento é genuíno. É um amor maluco (pela escola)!”, conta.

Segundo Wilsinho, hoje Moisés desempenha, para a comunidade e para ele, “um papel de pai, dá conselhos, caminhos”, mas tem atuação reduzida. “É um cara que está sempre presente, muito querido, amam meu pai de paixão. Ele mudou a vida da escola.”

Convocação do exterior e Beija-Flor como exemplo

Embora minimize a semelhança com o filme de Francis Ford Coppola, a história de Wilsinho guarda alguma semelhança com a de Michael Corleone, papel desempenhado por Al Pacino. Como o personagem, que volta da II Guerra, Wilsinho chegou do exterior – onde estudava Direito na Universidade Central da Flórida, EUA – para ajudar o patriarca nos negócios. O jovem de 21 anos nascido e criado na Baixada Fluminense e na zona sul, onde mora, foi convocado por Moisés em 2003 para a Vila Isabel.

Wilson Alves, o Moisés, ex-presidente e pai do atual, com Martinho da Vila e Marcos Vilaça
Divulgação
Wilson Alves, o Moisés, ex-presidente e pai do atual, com Martinho da Vila e Marcos Vilaça

“Morava fora do Brasil e meu pai me chamou: ‘Estamos assumindo um compromisso com a Vila Isabel’. Os barracões eram uma imundície. Ele disse: ‘Dá um jeito, temos de construir salas', e transformamos em um lugar limpo, área de trabalho.”

A Vila estava fora da elite do samba desde 2001. Moisés assumiu em 2003, e no ano seguinte, a escola ascendeu ao Grupo Especial. Em 2006, o patrono conseguiu o primeiro título entre as grandes. A quadra da agremiação foi completamente renovada e modernizada – em 2013 ganhará climatização – e as finanças equilibradas. A escola passou a promover ações sociais, serviço odontológico, médico e oficina de informática, para a comunidade do Morro dos Macacos, no bairro que dá o nome à escola.

Wilsinho começou como comprador de produtos da escola, indo para a rua, “para aprender Carnaval”. Seu “grande professor” foi Elmo, ex-presidente da Mangueira, e a profissional Beija-Flor se tornou o exemplo a ser seguido. Logo, passou a se interessar pela direção de Carnaval e a outras funções administrativas, como a de superintendente. Em abril de 2011, assumiu a presidência, em meio a ação criminal contra Moisés – condenado a 23 anos de prisão por contrabando, formação de quadrilha e corrupção ativa, por caça-níqueis.

“Centralizador”

Wilsinho, com Sabrina e os mestres Paulinho e Wallan
Divulgação
Wilsinho, com Sabrina e os mestres Paulinho e Wallan

Mergulhou de cabeça. “Na Vila, sou centralizador, faço tudo. Tudo tem de passar pelo meu crivo. Parece chato, mas não é. Quero ter controle de tudo: concepção, desenho das alas, faço reuniões sobre os ensaios, querem conversar comigo sobre a comissão de frente, confiam em mim. Às vezes, dou boas dicas, outras não. A administração caiu no meu colo, mas sempre gostei da parte artística do desfile. Sou o único presidente que faz as duas funções”, conta.

A família Alves comanda a escola. Além de Wilsinho e da influência perene do pai, a mãe, “dona Rita” – antiga primeira-dama – é responsável pelo “ateliê todo, todas as fantasias. É uma heroína que mereceu a nota 10”, elogiou.

Wilsinho contou que vai começar a analisar em breve possíveis enredos para 2014, quando a carnavalesca Rosa Magalhães continuará na escola. “Tem muita proposta de enredos, alguns ruins para caramba, mas também coisas boas. Mostramos que se pode ter um bom enredo com patrocinador (o da Vila foi bancado pela Basf).”

A Vila toma muito tempo do jovem, que contou atuar ainda em outros negócios do pai, nos ramos de transportes e imobiliários. Em breve, quer lançar empreitada própria, com amigos, também no setor imobiliário.

Moisés, pai do presidente, e a mulher, Rita, que cuida das fantasias. A família comanda a Vila
Divulgação
Moisés, pai do presidente, e a mulher, Rita, que cuida das fantasias. A família comanda a Vila

Para o presidente da escola campeã do Carnaval 2013, o título pode servir como um reconhecimento amplo e ajudá-lo a “sair da sombra de Moisés”, seu pai. “É um orgulho ser campeão este ano e chegar ao 3º título da Vila Isabel, coisa que muita gente boa que vive no Carnaval não tem.”

Ele pretende seguir os passos do patriarca, à frente da escola e na ação social. “Fui preparado pelo meu pai. Ele quis que eu continuasse o trabalho dele”, afirmou.

Abaixo, veja vídeo do momento em que a Vila Isabel recebe a confirmação do título:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.