Infográfico exclusivo do iG mostra o passo a passo de um desfile com detalhes de cada setor, tendo como exemplo a Porto da Pedra

Surpresas e novidades não faltam nos desfiles das escolas de samba, que as guardam como segredos a ser revelados somente na avenida, na noite de carnaval. Mas todas as agremiações precisam seguir regras básicas, dentro de um regulamento que confere pontos para decidir quem será a campeã do carnaval carioca.

Como uma empresa, as escolas trabalham num esquema profissional, com disciplina e hierarquia - mas algumas regras são comuns para todos, ao menos na hora do desfile.

Em 2014 são 12 escolas desfilando no Grupo Especial do Rio, sendo seis no domingo (2 de março) e seis na segunda-feira (3). O primeiro desfile começa às 21h. Cada uma delas pode levar de 2.500 a 4.000 componentes, além de, no máximo, 250 componentes com camisa de “diretoria” ou “apoio”, excluindo os empurradores de alegorias.

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE CARNAVAL NO ESPECIAL DO IG

Cada apresentação deve durar pelo menos 65 minutos e, no máximo, 82 minutos. Há perda de 0,1 ponto para cada minuto excedente. São cinco julgadores de cada um dos quesitos: bateria, samba-enredo, harmonia, evolução, conjunto, enredo, alegorias e adereços, fantasias, comissão de frente e mestre-sala e porta-bandeira. Apenas a menor nota de cada quesito é descartada.

Regras para todos

O desfile deve seguir algumas obrigatoriedades. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, por exemplo, é avaliado de acordo com especificações rígidas. O mestre-sala não deve ficar de costas para sua companheira, mas sim cortejá-la, rodopiando ao seu redor, como se estivesse a protegendo. Ela não pode, em hipótese alguma, deixar que a bandeira se enrole. A apresentação dura, em média, dois minutos e meio. Mas não há tempo determinado.

Soltando a voz

Os enredos são de critério de cada escola. 

LEIA TAMBÉM: "Escolher Boni como tema do enredo foi oportunismo da escola"

O infográfico especial exclusivo do iG mostra o passo a passo de um desfile oficial do Rio de Janeiro, da comissão de frente, passando pelo abre-alas, bateria, alas diversas, baianas e a velha-guarda.

Veja como funciona uma bateria de escola de samba

Aumente o som e curta o samba, aprendendo um pouco mais como funciona um desfile de escola de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.