Rainha da bateria da escola entrou na avenida com uma fantasia que representa uma maquinista

Com uma fantasia que representa uma maquinista, Gracyanne Barbosa faz subir a temperatura do Sambódromo do Rio. A rainha de bateria estreia junto aos ritmistas da Mangueira – em 2012, ela saiu à frente da bateria da campeã Unidos da Tijuca – e promete dar sorte para a escola da zona norte. 

Questionada sobre se a escola poderia desfilar com duas rainhas da bateria (já que neste ano a bateria foi dividia em duas), Gracyanne disse: "Eu não teria problema nenhum com isso, desde que ela também soubesse cantar o samba, né?".

Veja: Gracyanne Barbosa por todos os ângulos

Segunda agremiação a desfilar na segunda-feira (11), a verde e rosa homenageia Cuiabá com o enredo “Cuiabá, Um Paraíso no Centro da América”, do carnavalesco Cid Carvalho.

Exclusivo: Ensaio fotográfico com Gracyanne Barbosa

A decisão surgiu após um acordo assinado entre a escola e a Prefeitura da capital mato-grossense. O enredo ressalta as belezas naturais, turísticas, históricas e culturais da cidade. Segundo Cid Carvalho, a sustentabilidade é um dos focos do desfile da Mangueira.

Saiba tudo sobre o carnaval do Rio de Janeiro

"Todos querem ver a Mangueira"

O intérprete da escola, Luizito, disse que a Mangeira "tem de ser respeitada" por sua história e tradição e porque vive o carnaval em tempo integral. "A Mangueira é Carnaval 365 dias por ano. Tem que respeitar. Todo mundo vem aqui para ver a Mangueira, todas as escolas querem ver a Mangueira."

Sobre as críticas do sambista Diogo Nogueira, que desfilou na madrugada de segunda e criticou os temas impostos por patrocínios nas escolas de samba, Luizito disse que "este é o mundo atual". "É assim em todas as áreas: time de futebol tem patrocínio, empresa, carnaval. Tudo isso é porque o Carnaval não pode perder a beleza nunca. Hoje tem 70 mil de público porque não tem lugar para 100 mil, senão seriam 100 mil."

Presidente da escola Ivo Meirelles, disse que o maior desafio "é emocionar o público. O parâmetro para a Mangueira é a própria escola. Ela só pensa em rivalizar consigo mesma. Queremos arrebatar o público, para que o público pense: 'Essa escola realmente é diferente'". Meirelles afirmou ainda que o desfile tem uma homenagem ao sambista Delegado, que morreu recentemente.

Vote: Troféu Tamborim de Ouro 2013

Veja o samba-enredo da Mangueira:

“Cuiabá, um paraíso no centro da América”
Compositores: Igor Leal, Lequinho, Junior Fionda e Paulinho Carvalho

Dai-me inspiração, oh Pai!
Pois em meus versos
quero declamar
A capital da natureza, eternizar
Embarque na Estação Primeira
O mestre a nos guiar
Bambas imortais, o eldorado
dos antigos carnavais
Num relicário de beleza sem igual
Fonte de riqueza natural
Cidade formosa...Verde...Rosa
Teu nome reluz,
Vila Real do Bom Jesus

O apito a tocar preste atenção!
Mistérios e lendas de assombração
Segui com coragem,
mostrei meu valor
É a Mangueira a todo vapor

Em cada lugar, um
"causo" que o povo contou
Em cada olhar, na arte
num poema brilhou
Um doce sabor,
tempero pro meu paladar
Procure seu par a
festança já vai começar
Na bênção de São Benedito eu vou
Dançar com o meu amor, o sonho
enfim chegou
Ao paraíso, emoldurado
em cintilante céu azul
Bendita sejas terra amada!
O coração da América do Sul
É hora de darmos as mãos
Agora seguir a missão
Sustentar na mesma direção

Mangueira...O trem da emoção
Viaja na imaginação
Meu samba é madeira, é jequitibá
É poesia dedicada a Cuiabá

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.