Recife/Olinda

enhanced by Google
 

Baile dos Artistas, o Carnaval de todas as tribos

O animado concurso de fantasias teve o deboche de Elke Maravilha na apresentação dos participantes

Rose Andrade, iG Recife | 20/02/2011 15:54

Compartilhar:

A proposta do 33º Baile dos Artistas, que aconteceu na última sexta (18), se concretizou. Era para ser uma noite da diversidade, um encontro de todas as tribos, e foi o que aconteceu. Logo no portão de entrada, vestida de unicórnio Kalenda, a Drag Thânya Tumulto dava sinais do que nos esperava no interior do evento. Um túnel, confeccionado em tecido à moda da bandeira LGBT, com as cores do arco-íris, abrigava caboclos de lança por toda a sua extensão, conduzindo ao salão principal do Clube Português do Recife.
O axé baiano do Grupo É o Tchan colocou fogo no salão. Amir Rouche, VaiD3 e Patusco, além da tradicional orquestra de frevos, complementaram a programação do evento.

 

Foto: Rose Andrade, iG Recife Ampliar

Elke Maravilha apresentou o concurso de fantasias e pregou: "Não tenham juízo, mas tenham responsabilidade."

A festa começou com o esperado concurso de fantasias. Elke Maravilha apresentou o desfile ao lado de Vavá Paulino. Na passarela, criatividade e irreverência nas 14 alegorias que concorreram ao prêmio de R$ 5 mil. Carmem Miranda, papa anjo, homens na cápsula, sem falar nas causas levantadas. Críticas contra a pedofilia, a homofobia, ao preconceito contra os gays, além dos alertas ao perigo da Aids.
Humor irreverente, com frases que fizeram corar alguns jurados, Elke anunciava os candidatos às gargalhadas. Em meio ao desfile, ela pregava: “Meninas, não tenham juízo, mas tenham responsabilidade, usem camisinha”. Perguntada sobre o melhor do Carnaval pernambucano, simplificou: “Ariano Suassuna”.

A primeira alegoria a subir na passarela fazia referência ao incidente ocorrido no Chile, no ano passado. “O mineiro da Fênix, Borboleta show” abriu a disputa pelo título de fantasia mais criativa.

 

Foto: Rose Andrade, iG Recife Ampliar

Com a fantasia "Kucita, dou porque não tenho prikita" Francisco Eudes conquistou pela terceira vez o primeiro lugar no concurso do 33º Baile dos Artistas

O 1º lugar saiu para “Kucita, dou porque não tenho prikita”. A fantasia fazia uma brincadeira com uma famosa marca de refringente. Feita em espuma, o refrigerante erótico foi uma das mais simples da noite, ganhou pela originalidade. Ela foi confeccionada por Francisco Eudes, o Chiquinho, 47 anos, que está disputando o concurso pela 4ª vez. Ele já chegou ao 1º lugar em outras duas edições. Às lagrimas, muito emocionado, ele disse que o prêmio de R$ 3 mil iria ajudá-lo a comprar o aparelho de audição da mãe, dona Anete Vaz, de 83 anos, moradora de Caruaru (135 quilômetros do Recife). Ele completou: “Eu me orgulho de ser auxiliar de limpeza, do meu trabalho e de ser homossexual”.

O 2º lugar ficou com o estudante de Relações Internacionais Tiago Veigerte, de 23 anos. Com o seu “LamPeião” levantou muitas gargalhadas da plateia. O figurino brincava com a masculinidade de Lampião. Tiago vai dividir o prêmio com o idealizador da fantasia, Bernardo Lucena. “Vamos nos divertir. Com os R$ 2 mil que ganhei, a gente aproveita bem o Carnaval”. Tiago já foi aderecista, em São Paulo, das escolas de samba Vai-Vai, Gaviões, Peruche e Academicos do Tucuruvi.

Foto: Rose Andrade/iG Ampliar

"Romero Britto - Pop Art" rendeu a João Andrade o terceiro lugar no concurso

O 3º lugar saiu para João Andrade. Ele recebeu um troféu pela fantasia “Romero Britto - Pop Art”, uma homenagem ao badalado artista plástico pernambucano que vive nos Estados Unidos.
A cantora Gretchen e o escritor Ariano Suassuna foram coroados os Reis do Baile. Gretchen em nada se parecia com a Rainha do Bumbum. Vestindo um longo comportado, comentou que ficou feliz em ser a Rainha Gay 2010. “Mas ser coroada a Rainha do Baile dos Artistas é uma honra muito grande, queria muito esse título”, comemorou. Gretchen se apresenta, este ano, na Escola de Samba Praiana, de Porto Alegre. Já Ariano, nascido em Taperóa, no Cariri paraibano, disse que veio morar em Recife aos 15 anos de idade, que a cidade “o adotou como filho e como irmão”.

O sucesso da noite foi tamanho que mal dava para caminhar no salão de baile e mesmo nos camarotes, na parte superior, o movimento não era diferente. Hermila Guedes, atriz pernambucana, que está prestes a estrear o filme Assalto ao Banco Central, de Marcos Paulo, marcou presença. Moradora de Olinda, falou da sua paixão pelo Carnaval. “Esse baile de hoje abre oficialmente a festa, é maravilhoso. Mas o que eu mais gosto é o Baile I Love Cafuçu. Muito bom para quem quer brincar, se divertir”. A festa, ao som de clássicos da música brega, acontece no próximo dia 25.

VENHAM TODOS, CONVIDA GOVERNADOR

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, estava na maior animação acompanhado da primeira-dama Renata Campos. A empolgação aumentou quando ele fez um convite aos foliões de todo o país: “Venham o mais rápido possível, o carnaval aqui já começou. Ele indica as prévias, o Galo, Olinda, Centro do Recife, Bicharada, Papangu (Bezerros), Nazaré da Mata, os Caboclinhos (Goiana), Pesqueira, Triunfo. Enfim, uma infinidade de atrações no “mais democrático carnaval do país”, ratificou.

Quem viu., gostou e voltou ao Carnaval do Recife foi a cantora Gaby Amarantos, dona do título de Beyonce do Pará depois de uma apresentação no Festival Rec-Beat do ano passado. “No dia seguinte ao show, a imprensa de Recife passou a me chamar assim, só tenho que agradecer”.

 

    Últimas notícias do Carnaval


    Ver de novo