Estação Primeira de Mangueira

Estação Primeira de Mangueira
  • Nome
    GRES Estação Primeira de Mangueira
  • Fundação
    28/04/1928
  • Posição em 2015
    1ª Colocada - Campeã
  • Enredo
    "Só com a ajuda do Santo"
  • Carnavalesco
    Leandro Vieira
  • Intéprete
    Ciganerey
  • Cores Oficiais
    Verde e rosa
  • Mestre de Bateria
    Rodrigo Explosão e Vitor Art
  • Ordem do desfile
    Sexta escola a desfilar na segunda-feira, 27

Sobre a escola

História
A Mangueira foi criada a partir da fusão de cinco blocos e um rancho carnavalesco, todos do morro que tem esse nome e fica na zona norte do Rio. Entre os fundadores, o mais famoso é Angenor de Oliveira, o Cartola, autor de “As Rosas Não Falam” e “Alvorada”, entre outras canções. A escola se tornou Estação Primeira porque, na época, a estação de trem do bairro era a primeira onde havia samba, a partir da Central. A escola se tornou celeiro de compositores – Carlos Cachaça e Nelson Sargento são outros exemplos – e hoje é considerada a mais popular do Rio. Seu intérprete mais famoso foi Jamelão (1913-2008). Em 2011, a verde e rosa homenageou Nelson Cavaquinho no enredo “O Filho Fiel, Sempre Mangueira”e foi a terceira colocada do carnaval, com 297,2.

Mangueira… eu já benzi minha bandeira

Bati três vezes na madeira

Para a vitória alcançar

No peito patuá, arruda e guiné

Para provar que o meu povo nunca perde a fé

A vela acesa pro caminho iluminar

Um desejo no altar, ou no gongá

Vou festejar com a divina proteção

Num céu de estrelas enfeitado de balão

É verde e rosa o tom da minha devoção

Já virou religião

O manto a proteger, mãezinha a me guiar

Valei-me meu padim onde quer que eu vá

Levo oferendas à rainha mar

Inaê, Marabô, Janaína

Abriram-se as portas do céu, choveu no roçado

Num laço de fita a menina pediu comunhão

Bala, cocada e guaraná pro erê

Meu padroeiro irá sempre interceder

Clareia… tenho um guerreiro a me defender

Firmo o ponto pro meu Orixá (no terreiro)

Pelas matas eu vou me cercar (mandingueiro)

Mel, marafo e abô…

Só com a ajuda do santo eu vou (confirmar meu valor)

O morro em oração, clamando em uma só voz

Sou a primeira estação, rogai por nós!

O meu tambor tem axé mangueira

Sou filho de fé do povo de Aruanda

Nascido e criado pra vencer demanda

Batizado no altar do samba

Evelyn Bastos

Últimas Notícias