Comparada à diva pop, a atriz brasileira estava com uma roupa dourada e um adereço redondo na cabeça, fantasia inspirada na roupa de Bey no Grammy

A segunda noite de desfiles do carnaval de São Paulo começou com um 'tiro' chamado Viviane Araújo. Desfilando pela Mancha Verde, a atriz cruzou a avenida neste sábado (25) com uma roupa semelhante à que a cantora Beyoncé usou em sua apresentação no Grammy deste ano, o que deixou os internautas maravilhados.

Leia também: Mancha Verde canta os "Zés" do Brasil para se manter na elite do carnaval de SP

Viviane Araújo desfilou pela Mancha Verde neste sábado com uma fantasia inspirada na roupa de Beyoncé
Filipe Araújo / LIGASP / Fotos Públicas
Viviane Araújo desfilou pela Mancha Verde neste sábado com uma fantasia inspirada na roupa de Beyoncé

A fantasia de Viviane Araújo foi elogiada por toda a internet e seu nome acabou aparecendo entre os Trending Topics (TTs) do Twitter como um dos termos mais utilizados pelos usuários da rede social nos últimos minutos da noite deste sábado.

Comparada à diva pop norte-americana, a atriz brasileira estava com uma roupa dourada e um adereço redondo na cabeça, que lembrava uma coroa. Sua fantasia foi divulgada no Instagram logo antes do desfile, onde os elogios começaram a pipocar.

Pronta pra minha Mancha Verde! Por @jrmendesmake

Uma publicação compartilhada por Viviane Araujo (@araujovivianne) em

"Linda! Se inspirou na Queen B no Grammy?!", escreveu uma seguidora de Vivi. "Diva! Plena! Magnífica! A melhor rainha de todas!!", escreveu outra no Instagram.

A atriz usou também o cabelo soltou pelas costas, com bastante volume, o que a fez ficar ainda mais semelhante à cantora norte-americana. "Beyoncé samba nos racistas e a Viviane no chão mesmo", escreveu um internauta no Twitter.

Zés no enredo e Vivi na avenida

Com o enredo “Zé do Brasil – Um nome e muitas histórias”, composto por Celso Mody, Alê, Rodrigo e Wladi e cantado por Fredy Vianna, a Mancha Verde homenageou os famosos e anônimos “Zés” do Brasil.

Leia também: Segunda noite de desfiles tem batalhão de musas e campeã defendendo o título

A apresentação da escola de samba foi dividida em quatro partes: religiosidade, história, artes e ditos populares. Nessa divisão, a agremiação selecionou os Josés mais marcantes em cada um dos fragmentos para levantar o público do Anhembi.

Os Zés escolhidos pela Mancha foram os mais diversos: desde Zé Pereira, um dos percussores do carnaval no Brasil, ao ator José Wilker, passando pelo Zé Carioca, a escola contou as histórias diferentes de notáveis que carregam um dos nomes mais populares do Brasil.

Mas o grande destaque da agremiação não foi um Zé, mas Viviane Araújo. À frente dos ritmistas, a atriz esbanjou samba no pé e cumpriu as expectativas.

Leia também: Brilho e samba no pé! As rainhas de bateria do carnaval 2017

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.