Japonesa chegou no Anhembi quando a Gaviões já estava desfilando e teve que correr para acompanhar a escola; costeiro de seis mil penas ficou de fora

Dona de um desfile que, no carnaval de São Paulo deste ano, exalta a migração, a Gaviões da Fiel não poderia ter outra madrinha de bateria se não a descendente de japoneses Sabrina Sato , que tem em sua beleza e no seu samba no pé um dos tantos possíveis retratos da mulher brasileira.

Leia também: Gaviões da Fiel conta história e mostra importância dos migrantes em São Paulo

Sabrina entrou tão apressada no Anhembi, que não conseguiu vestir toda a fantasia do desfile da Gaviões da Fiel
Paulo Pinto/Liga SP
Sabrina entrou tão apressada no Anhembi, que não conseguiu vestir toda a fantasia do desfile da Gaviões da Fiel

Sabrina, que chegou atrasada na hora do desfile na madrugada deste sábado (25), não teve tempo para falar com a imprensa. Chegou à avenida quando a Gaviões da Fiel já estava desfilando e teve que correr para colocar sua fantasia e acompanhar a escola.

Sabrina entrou na avenida sem o adereço das costas, um costeiro de seis mil penas
Paulo Pinto/Liga SP
Sabrina entrou na avenida sem o adereço das costas, um costeiro de seis mil penas

“Sou corintiana desde que nasci e há 14 anos tenho a honra de poder representar a Gaviões na avenida", afirmou ela antes do carnaval, em uma dos momentos de 'respiro' entre os tantos desfiles que participa. "Não consigo explicar minha gratidão por essa escola e comunidade maravilhosas”.

O carro abre alas da Gaviões da Fiel;  a japa chegou à avenida quando a Gaviões da Fiel já estava desfilando
Reprodução/TV Globo
O carro abre alas da Gaviões da Fiel; a japa chegou à avenida quando a Gaviões da Fiel já estava desfilando


Leia também: Linda e poderosa!  Sabrina Sato brilha em ensaio fotográfico de carnaval

O período do carnaval é realmente de correria para a japa. Além de madrinha da Gaviões em São Paulo, Sabrina é rainha de bateria da Unidos de Vila Isabel , no Rio. Essa segunda será a quarta agremiação a entrar na avenida na noite do próximo domingo.

Faltou parte da fantasia

Na madrugada deste sábado (25), Sabrina entrou tão apressada no Anhembi, que não conseguiu vestir toda a fantasia que estava separada para ela.

Vestida com uma fantasia que representa a mulher nordestina – e não oriental, olha só –, Sabrina parecia uma glamourosa cangaceira na avenida. Que ela estava linda, não há dúvidas. Mas estaria ainda mais exuberante se estivesse com seu costeiro de seis mil penas, que não teve tempo de ser colocado.

Leia também: Daniel se diz honrado em homenagear Nossa Senhora em desfile da Vila Maria

Sem parte da fantasia de Sabrina no desfile, a Gaviões da Fiel foi prejudicada. Percebendo tal 'mancada' da japa com a agremiação, parte da torcida da escola vaiou a madrinha de bateria , que não deixou o detalhe prejudicar sua performance na avenida.