Três pessoas morreram em acidente com carro abre-alas

Agência Brasil

Nelson Bornier, prefeito eleito de Nova Iguaçu, decreta luto de três dias após mortes
Márcio Mercante / Agência O Dia
Nelson Bornier, prefeito eleito de Nova Iguaçu, decreta luto de três dias após mortes

A prefeitura de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, determinou a abertura de inquérito para apurar denúncia de supostas falhas no atendimento às vítimas que morreram eletrocutadas ontem (17), quando o carro abre-alas da escola de samba Palmeirinha, do bairro de Corumbá, encostou na rede de alta tensão, na Via Light, local dos desfiles das escolas.

O acidente ocorreu quando a escola se preparava para desfilar e três componentes manobravam o carro. Morreram eletrocutados Edison Jacinto , de 44 anos, Fernando Antônio da Silva , de 35, e Lauro Esperança Silva , de 42 anos. Os corpos dos três foram sepultados na tarde de hoje (18), no Cemitério Municipal de Nova Iguaçu.

As vítimas chegaram a ser levadas para o Hospital da Posse, mas não resistiram. O incidente levou o prefeito Nelson Bornier a decretar luto oficial de três dias. Decisão que será oficializada com a publicação de decreto nesta quinta-feira (19), no Diário Oficial do município.

No texto do decreto, “o prefeito se associa à dor das famílias das vítimas”, segundo nota da assessoria de imprensa da prefeitura. Bornier também já determinou aos órgãos da prefeitura apoio social e psicológico às famílias das vítimas e a abertura de sindicância para apurar as circunstâncias do atendimento às vítimas do acidente.

O prefeito colocou os órgãos envolvidos com o carnaval, na Via Light, à disposição da Polícia Civil, com o intuito de colaborar com as investigações. Bornier lamentou o acidente e lembrou que os desfiles de escolas de samba e de blocos do carnaval de Nova Iguaçu têm sido, há anos, no mesmo local, sem qualquer acidente.

Na nota, Bornier salienta que “sempre priorizou a oferta de infraestrutura como ato de responsabilidade do Poder Público em eventos populares". O prefeito convocou reunião imediata, na tarde de hoje, com a Comissão Organizadora do Carnaval para ouvir os secretários envolvidos com a festa.

Ao todo, a prefeitura de Nova Iguaçu realizou carnaval de rua em 21 bairros da periferia. O bispo diocesano de Nova Iguaçu, dom Luciano Bergamim, esteve no gabinete do prefeito, com quem se solidarizou, “em nome da Igreja”, e com ele rezou.

A Light também divulgou nota, na qual lamentou o acidente e informou aguardar a perícia da Polícia Civil para se pronunciar sobre o caso. A companhia ressaltou a importância das medidas de segurança para brincar o carnaval. Após o acidente, a Liga da União das Escolas de Samba e Blocos de Nova Iguaçu suspendeu a apresentação das demais escolas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.