Agremiações levaram enredos criativos e que emocionaram a avenida, como o da Portela, que homenageou o Rio de Janeiro

Diferente do primeiro dia de desfiles  no carnaval do Rio de Janeiro, o segundo não foi prejudicado pelas chuvas. Com o tempo seco, as seis escolas que estiveram em ação levantaram o público na Sapucaí, com destaque para a Portela, que emocionou ao celebrar os 450 anos da cidade com uma águia imitando o Cristo Redentor e com pouso de paraquedistas na avenida .

A apresentação da União da Ilha também chamou atenção por abordar o seu enredo - beleza, bullying, selfies e afins - de uma forma criativa e bem-humorada . A polêmica ficou por conta da Beija-Flor, que teria recebido um patrocínio duvidoso do presidente de Guiné Equatorial, nação africana homenageada no desfile. A escola negou que tenha recebido qualquer dinheiro .

Já os camarotes da Sapucaí ferveram, como de costume. Teve Sabrina Sato rebolando muito  e mostrando seus dotes, mão boba na atriz  Fernanda Vasconcellos, beijo gay de Jean Wyllys , muita pegação de Juliana Paes  e a cantora Annita dando show com um look ousado .

Veja como foram os desfiles do segundo e último dia:

São Clemente abre a 2ª noite de desfiles na Sapucaí com tributo a carnavalesco
Portela emociona o público ao celebrar 450 anos de Rio com Salvador Dalí
Beija-Flor põe enredo polêmico na avenida e conta história de Guiné Equatorial
Beleza é fundamental? União da Ilha faz desfile com críticas, bullying e selfies
Inspirada em Daniel Alves, Imperatriz pede o fim do racismo e exalta Mandela
Atual campeã, Unidos da Tijuca encerra os desfiles no Rio com sotaque suíço

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.