Escola abriu seu desfile com quatro paraquedistas sobrevoando o céu carioca e pousando na Marquês de Sapucaí

Quatro paraquedistas pousaram na Sapucaí anunciando a entrada da Portela, segunda a desfilar na segunda noite do carnaval do Rio de Janeiro. Com o samba-enredo "Imagina Rio – 450 janeiros de uma cidade surreal", a proposta é a de levar o público a celebrar os 450 anos da cidade imaginando um passeio de Salvador Dalí, símbolo da arte surrealista, pelos principais cartões postais dela.

A tradicional Águia que simboliza a Portela apareceu com a base do Cristo Redentor e com as asas abertas no carro abre-alas - para passar pela torre de imprensa, a águia emocionou o público. A escola colocou também 450 drones em formato de águia para voarem em direção às arquibancadas da Sapucaí.

O restante das alas e alegorias foi um verdadeiro passeio pelos cartões postais cariocas com o tom surrealista de Dalí, como por exemplos os Arcos da Lapa, que viraram serpentes. O Pão de Açúcar tinha forma de sereia e o Maracanã se transformou em um disco voador que levantou voo.

Imponente, luxuosa e cariocamente cativante, a Portela desfilou majestosa, com direito a muita coreografia. O terceiro carro, no entanto, teve problemas com os painéis de led que deveriam mostrar golfinhos nadando. Segundo um membro da diretoria, o problema só ocorreu quando passavam em frente a última cabine de jurados e pode levar a escola a perder pontos.

*Com informações de Thiago Camara

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.