Destaque da Viradouro, Juliana Paes também falou sobre a emoção de desfilar pela escola

Juliana Paes e o marido depois de caminharem rodeados de segurança
Felipe Assumpção e Felipe Panfili/AgNews
Juliana Paes e o marido depois de caminharem rodeados de segurança


Juliana Paes falou sobre seu desfile pela Viradouro, ao voltar para o camarote da Boa, do qual é a musa neste ano, na Sapucaí, Rio de Janeiro. Aliás, ela se mostrou incomodada com o número de pessoas e seguranças que a organização do camarote colocou para acompanhá-la. "Será que a gente não pode andar menos cercado não, gente?"

Sobre o desfile, disse que foi uma alegria: "Foi uma delícia, muito emocionante. Na verdade, eu nunca deixei o carnaval, só me afastei um pouco para cuidar de outras coisas, dos meus filhos."

Ela disse que voltou a desfilar neste ano pelo apelo das pessoas. "Toda vez que eu ia para Niterói escutava tantos pedidos. E é um ano muito significativo para a escola, pela volta ao grupo especial e também pelo samba-enredo, que fala acima de tudo da raça negra."

"O samba levanta a bandeira contra o preconceito. E foi a primeira escola a desfilar, abriu o carnaval... Eu achei tão legal estar no camarote e também na escola. Eu aceitei o convite da diretoria com uma grande gratidão pelo carinhos de todo povo de Niterói."

Apesar da decisão de desfilar ter sido meio em cima da hora, ela quis fazer surpresa. "Foi meio em cima da hora, mas também queria fazer surpresa. Não por vaidade, mas ia ficar todo mundo me ligando, querendo saber da fantasia... E eu estou trabalhando tanto, tão envolvida com as gravações da minissérie de Luiz Fernando Carvalho. Eu estava em Manaus gravando para caramba e hoje desfilei sem preparação... Olha, vou te dizer: ninguém pode dizer que não sou corajosa (risos)."

Chuva na avenida

E a chuva? "A chuva sempre tem o poder de deixar as pessoas mais aguerridas durante o desfile. É tudo ou nada. E eu nem vi o tempo passar, sabia? Quando a gente bota o pé na avenida, a energia extra te contamina e a coisa acontece. Só quando você deita na cama vê que está cansado (risos)."

A atriz teve um motivo a mais além da chuva para se preocupar. "A responsabilidade hoje foi algo que me deixou até nervosa, porque comissão de frente conta muito ponto. O frisson também tinha a ver com isso. A rainha só tem que fazer o povo vibrar." E ela pretende voltar a desfilar como rainha de bateria? "Ah, não. Hoje foi muito emocionante, mas aceitei pelo convite, pelo carinho. Hoje foi um ponto fora da curva, realmente. Foi um pedido especial."


Emoção

Juliana disse que gosta de carnaval desde a infância. "É muito gostoso quando a gente volta a fazer o que gosta de fazer. Sempre gostei muito da avenida, desde criança amo carnaval. Na hora do desfile me emocionei porque pensei nos meus filhos, na minha trajetória, na história com a escola."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.