Estreando o seu novo carnavalesco, a escola teve uma entrada impactante na avenida, marcada por show de luzes e fogo. A cantora Claudia Leitte encheu os olhos como rainha de bateria

A Mocidade Independente de Padre Miguel foi a terceira escola a desfilar na Sapucaí, na madrugada de domingo para segunda. Foi a estreia do carnavalesco Paulo Barros à frente da agremiação, depois de ganhar três campeonatos para a Unidos da Tijuca, em 2010, 2012 e 2014.

O enredo de 2015 aborda o fim do mundo, tema que sempre está entre as maiores dúvidas da humanidade: "Se o mundo fosse acabar, me diz o que você faria se só lhe restasse um dia?".

A entrada da Mocidade na avenida foi impactante, marcada por um show de luzes. A ala cavaleiros do apocalipse entrou no desfile com coreografia, uma das marcas de Paulo Barros, com muito luxo e movimento. Já a comissão de frente impressinou o público com os integrantes pegando fogo na avenida.

Outra estreia ficou por conta da cantora Claudia Leitte, que pela primeira vez foi rainha de bateria no carnaval carioca. "Já estou tendo dois filhos e um cachorro de tanta ansiedade", escreveu em sua conta do Instagram, horas antes do desfile. Na avenida, ela encheu os olhos do público com sua boa forma.

A apresentação tecnologica e criativa levantou a torcida na Sapucaí. O terceiro carro da Mocidade causou frisson nas arquibancadas e camarotes, já que a alegoria estava lotada de pessoas nuas simulando uma grande orgia .

*Com informações de Thiago Camara

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.