Enredo da escola apresenta os diferentes sentimentos que a pedra preciosa causou na humanidade ao longo da história

O segundo dia de desfiles do Grupo Especial de São Paulo começou com a Unidos de Vila Maria. A escola entrou no Sambódromo do Anhembi para apresentar ao público o samba-enredo "Só os diamantes são eternos, na química divina".

A escolha do tema foi uma referência às bodas de diamante, comemoradas nos 60 anos de um casamento. Isso porque a escola celebra justamente seis décadas de existência em 2015.

A intenção da Unidos de Vila Maria foi apresentar no seu desfile os diferentes sentimentos que essa pedra preciosa causou na humanidade ao longo da história, como ódio, vaidade, luxúria e traições. 

A comissão de frente, por exemplo, retratou uma briga entre gangsters pelos diamantes. Já o carro abre-alas apareceu na avenida representando o Taj Mahal, monumento na Índia construído com 500 kg da pedra preciosa.

Responsável por produzir os maiores diamantes do mundo, o continente africano também foi homenageado em um outro carro alegórico. O desfile ainda teve representações de Marilyn Monroe e de inspirações em filmes "Bonequinha de Luxo" e "Titanic", ilustrando o glamour que a pedra simboliza.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.