Thaila Ayala desfilou com tala no tornozelo e agulhas. Outras gatas encararam problemas físicos para representar a escolas


Não é fácil ser destaque de escola de samba. Geralmente a fantasia é pesada e tem detalhes incômodos que castigam e machucam as musas depois de uma hora na avenida. Nos desfiles neste ano em São Paulo, teve gente que já foi para  pista machucada e segurou o rebolado para fazer bonito. Veja a seleção na galeria acima



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.