Escola trouxe o samba-enredo "Sustentabilidade, construindo um mundo novo" para refletir sobre alternativas ecológicas

Já perto de amanhecer, a Império de Casa Verde trouxe uma temática politicamente correta para a avenida. Penúltima escola a entrar no sambódromo na madrugada deste domingo (2), às 4h25, mostrou o samba-enredo "Sustentabilidade, construindo um mundo novo".

O enredo de conscientização ambiental é do carnavalesco Alexandre Louzada, que já foi várias vezes campeão do carnaval no Rio de Janeiro. Para trabalhar o tema, a agremiação escolheu materiais reciclados para fazer trajes e alegorias.

ACOMPANHE A COBERTURA ESPECIAL DO CARNAVAL 2014

Durante seu desfile sustentável, a Casa Verde, sediada no bairro de mesmo nome localizado na zona norte da capital, representou a explosão que teria dado origem ao universo, a degradação a partir da revolução industrial e, ao final, sugeriu alternativas para um mundo mais correto.

VEJA O DESFILE DA ACADÊMICOS DO TATUAPÉ SOBRE SÃO JORGE

Entre os elementos usados para representar seu enredo, a escola trouxe o carro abre-alas com o tigre tradicional todo decorado por ferros e engrenagens. A ideia foi de representar a revolução industrial e todo o impacto que as máquinas causaram ao mundo. Quem animou a bateria da Império de Casa Verde foi a assistente de palco Valeska Reis , que impulsionou a escola pela avenida. A jornalista Rosana Jatobá também foi destaque na escola. 

Rainha de bateria, Valeska Reis puxou a complexa bateria do Império
AgNews
Rainha de bateria, Valeska Reis puxou a complexa bateria do Império

Já nos primeiros minutos, os ritmistas realizaram uma paradinha e despertaram gritos do público. Representando os quatro elementos da natureza, os músicos vieram à avenida com quatro fantasias diferentes. No segundo carro alegórico, "Água a fonte de vida", a agremiação tratou sobre a degradação da água. Netuno, o deus dos mares, surgiu com pinturas fortes pelo corpo, que representavam a poluição.

Veja o samba-enredo da Império de Casa Verde:

A Casa Verde estremece de tanta emoção
lá vem o tigre guerreiro do meu coração
eu sou Império, sou a voz de uma nação
o meu cantar vai ecoar

ouça o grito de alerta
em poesia a caçula manifesta
sustentabilidade, a hora é essa!
a explosão na imensidão
nos elementos o poder da criação
gira o tempo, não pára
marcas da revolução, o homem colhe a degradação
quero lavar minha alma
na fonte que rio desagua, água limpa pra viver

vem cá! plantar a semente do amor
e preservar a nossa terra
abençoada pelo Criador

do jeito que a coisa vai
ninguém aguenta mais
a natureza chora sufocada
vamos dar um fim, adeus poluição
quero ar puro para o meu pulmão
vai brilhar o sol que aquece o coração
a energia da nossa emoção

É o fogo da paixão
o samba é meu manto maior
de azul e branco, eu vou
construindo um mundo melhor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.