Escola entra na avenida mostrando a religiosidade e a força das canções do baiano que completaria 100 anos em 2014

A Águia de Ouro, quinta escola a pisar no sambódromo paulistano na madrugada deste domingo (2º), às 3h10, trouxe o samba-enredo: "A velha Bahia apresenta o centenário do poeta cancioneiro Dorival Caymmi ". 

ACOMPANHE A COBERTURA ESPECIAL DO CARNAVAL 2014 DO iG

A agremiação, que estourou o tempo em 2013, mostrou na avenida a religiosidade, a força das canções, além da ligação com o folclore e a arte popular do cantor baiano, que se estivesse vivo, completaria 100 anos em 2014.

ENSAIO EXCLUSIVO: veja a sensualidade de Milena Nogueira pelas lentes do iG

Puxando a bateria, os fãs da escola puderam ver as curvas e o samba no pé de Milena Nogueira , mulher do cantor Diogo Nogueira . Entre alas e carros alegóricos, a Águia de Ouro trouxe características do mar para a avenida. A comissão de frente, por exemplo, contava com guerreiros portando tridentes, os "guardiões do fundo do mar". O grupo era acompanhado por uma alegoria com um enorme polvo, que movia seus tentáculos.

O abre-alas contava com uma gigante figura da Iemanjá, a rainha do mar. A ala das baianas, representou as mães curandeiras ou "mães de santo". Uma das fantasias que despertaram a atenção foi a do segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira, como exemplo das influências africanas na obra de Caymmi.   

Cinthia Santos, madrinha de bateria da Águias de Ouro, desfilou com fantasia de R$ 70 mil
Thais Aline / Ag. Fio Condutor
Cinthia Santos, madrinha de bateria da Águias de Ouro, desfilou com fantasia de R$ 70 mil

Já nos últimos momentos do desfile, a Igreja da Nossa Senhora do Bonfim ganhou um próprio carro alegórico. Uma surpresa da escola foi espalhar o cheiro de alfazema pela avenida do samba, que é muito usada durante as festas religiosas da Bahia, como a lavagem do Bonfim. Na parte traseira do carro, a agremiação representou os terreiros baianos. 

VEJA O DESFILE DA CASA VERDE E A BUSCA POR UM MUNDO SUSTENTÁVEL

O homenageado da noite dominou o último carro da Águia de Ouro, com uma estrutura de 16 metros ao lado do seu violão. A alegoria levava também os integrantes da velha guarda da escola e fechou o desfile da agremiação.

Dentro do Anhembi a apresentação ocorreu sem problemas, mas nos bastidores um integrante da comissão de frente precisou de atendimentos médicos. Há informações de que ele foi atendido pelos paramédicos do Samu após sofrer uma convulsão.  

Veja o samba-enredo da Águia de Ouro:

"A velha Bahia apresenta o centenário do poeta cancioneiro Dorival Caymmi"
Compositores: Vitor Gabriel, Rodolfo Minuetto, Rodrigo Minuetto, Cruz, Bruno Tomegeski, Pelezinho, W. Corrêa e Jr. Silva
Intérprete: Serginho do Porto

ODOYÁ, A BENÇÃO YEMANJÁ
A JANGADA VAI SAIR PRO MAR
E NAVEGAR NESSE OCEANO DE AMOR
LINDO PÔR DO SOL, CENÁRIO DE MAGIA
BRILHA O HORIZONTE NA VELHA BAHIA
TEM BATUCAJÉ, NO ABAETÉ, MISTÉRIOS NO AR
OH LUAR CLAREIA, É LUA CHEIA, DEIXA CLAREAR
DAS LÁGRIMAS DA ÍNDIA
UMA LAGOA SE FORMOU, NA PRAIA DE ITAPUÃ

NA LAVAGEM DO BOMFIM, BATE O TAMBOR
NA SAIA DA BAIANA TEM AXÉ
TEM MIRONGA NO CONGÁ
ORA YEYEO, MÃE MENININHA DO GANTOIS

E SOBRE AS ONDAS DO MAR, NO VELHO ITA PARTIU
SUA VIOLA A TOCAR, A DOR QUE O NEGRO SENTIU
POETA, CANCIONEIRO, APAIXONADO PELO RIO DE JANEIRO
NOS SEUS BALANGANDÃS MOSTROU O QUE É QUE A BAIANA TEM

INSPIRAÇÃO, ESTRELA DO MAR
ETERNA PAIXÃO, GUARDOU SEU LUGAR
DESCEU O MORRO DA MANGUEIRA
DE VERDE E ROSA, SÓ NO SURDO DE PRIMEIRA

É PURA EMOÇÃO, CAYMMI DO MEU CORAÇÃO
LÁ VEM POMPEIA, É ÁGUIA DE OURO
SUPER CAMPEÃ DO POVO

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.