Com desfile autêntico, escola fez samba de verdade e foi a única que deixou a Sapucaí aos gritos que se confirmaram de ´é campeã, é campeã!´. Assista o momento da vitória de diferentes ângulos da Apoteose!

Não estava fácil para ninguém. O alto nível dos desfiles, com quase todas as escolas apoiadas por patrocínios milionários - dos 12 enredos, oito tiveram temas encomendados -, resultou numa briga feroz pelo campeonato, com três escolas - Vila Isabel , Unidos da Tijuca e Beija-Flor - disputando o título voto a voto.

FOTOS: SEIOS E BUMBUNS PERFEITOS NO SAMBÓDROMO

Deu Vila Isabel. Em meio a escolas desfilando a "fama", a "Alemanha" e o "cavalo mangalarga", foi bonito ver uma escola com samba de verdade no carnaval 2013 do Rio de Janeiro. A diferença foi flagrante, tanto no ânimo dos componentes quanto na recepção das arquibancadas. Com o enredo  “A Vila canta o Brasil celeiro do mundo: água no feijão que chegou mais um”, a escola do bairro de Noel Rosa contou com Martinho da Vila e Arlindo Cruz , dois dos maiores compositores de samba da atualidade, mais André Diniz , Tunico da Vila e Leonel .

VEJA FOTOS DAS PASSISTAS MAIS OUSADAS DA AVENIDA

Quem ganhou foi a própria Vila, fazendo a arquibancada cantar em coro o refrão “Ô muié, o cumpadi chegou/ Puxa o banco e vem prosear/ Bota água no feijão, já tem lenha no fogão/ Faz um bolo de fubá”.

FAMOSOS NA SAPUCAÍ: VEJA QUEM PASSOU POR LÁ

A escola passa por um dos melhores momentos de sua trajetória, bem administrada, com dinheiro em caixa e a comunidade do Morro do Macaco unida. Bastava ver os ensaios técnicos de rua, realizados em frente à quadra do Boulevard 28 de Setembro, para sentir isso. E para ter certeza de que o carnaval viria para disputar título. Como de fato veio. Veio, viu e venceu.

LEIA TAMBÉM: MOCIDADE ALEGRE É A GRANDE CAMPEÃ DO CARNAVAL DE SÃO PAULO

FOTOS: VEJA AS CURVAS MAIS QUE PERFEITAS DA RAINHA DE BATERIA SABRINA SATO

ASSISTA A COMEMORAÇÃO DA DIRETORIA E DA TORCIDA, E O BEIJO NA TAÇA:

Veja o samba-enredo completo da Unidos de Vila Isabel:

O galo cantou
com os passarinhos no esplendor da manhã
agradeço a deus por ver o dia raiar
o sino da igrejinha vem anunciar
preparo o café, pego a viola, parceira de fé
caminho da roça, e semear o grão…
saciar a fome com a plantação
é a lida…
arar e cultivar o solo
ver brotar o velho sonho
alimentar o mundo, bem viver
a emoção vai florescer

Ô muié , o cumpadi chegou
puxa o banco, vem prosear
bota água no feijão já tem lenha no fogão
faz um bolo de fubá

Pinga o suor na enxada
a terra é abençoada
preciso investir, conhecer
progredir, partilhar, proteger…
cai a tarde, acendo a luz do lampião
a lua se ajeita, enfeita a procissão
de noite, vai ter cantoria
e está chegando o povo do samba
é a Vila, chão da poesia, celeiro de bamba
Vila, chão da poesia, celeiro de bamba

Festa no arraiá,
é pra lá de bom
ao som do fole, eu e você
a Vila vem plantar
felicidade no amanhecer

Festa no arraiá,
é pra lá de bom
ao som do fole, eu e você
a Vila vem colher
felicidade no amanhecer



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.