O tema era espinhoso: a divisão dos royalties do petróleo. Na hora de queimar o óleo, escola exagera e não sai da Sapucaí como favorita


A Grande Rio arriscou e criou certa expectativa na cabeça do público a respeito de como ia contar um tema envolto em política: a divisão dos royalties do petróleo. Não, você não leu errado; é isso mesmo. O título do enredo – “Amo o Rio e vou à luta: Ouro negro sem disputa...Contra a injustiça em defesa do Rio” – mais parece folheto de campanha. 

A agremiação de Duque de Caxias mostrou – ou tentou mostrar – como o processo de produção de combustíveis pode influenciar no desenvolvimento da sociedade, interligando educação, cultura, saúde e segurança pública.

Para tanto, exibiu, nas habituais alegorias monstruosas (não apenas no sentido de grandes), todas as etapas da indústria petrolífera, da extração à refinaria, até chegar às bombas de gasolina.

Aqui, não se pode esquecer que a verba repassada pela Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba) para as escolas – pouco mais de R$ 1 milhão – vem dos cofres da Petrobras, maior patrocinadora dos desfiles. O dinheiro chega tarde – foi depositado na última sexta-feira – mas é garantido.

Mas a escola foi bancada, na quase totalidade dos custos, pela Organização dos Municípios Produtores de Petróleo.

Na hora de queimar o óleo, contudo, a Grande Rio derrapou no gigantismo das alegorias verticais. Os assistentes da frisa, na ânsia de acompanhar todos os detalhes, acabaram com dor no pescoço.

Foi outra escola que, a exemplo da Beija-Flor, veio super-iluminada – para se ter uma ideia, todas as fantasias de uma ala com 400 pessoas tinham luz.

Mas a grande “pirotecnia” mesmo quem fez foi a bateria de mestre Ciça, que comemorou 25 anos de avenida. Simplesmente uma paradinha de quase meio minuto, com direito a componentes ajoelhados e uma espécie de “avalanche” de ritmistas.

Tendo batido na trave em 2006 e 2007 – quando ficou com o vice-campeonato – a Grande Rio terá de esperar um pouco mais para alcançar o título.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.