Com votação recorde - 191.642 votos de um total de 400.000 do concurso no RJ -, mulata da Vila Isabel arrebatou a faixa de campeã. Veja o ensaio exclusivo com a carioca de 20 anos

“É campeã!”, grita o mestre da bateria da Vila Isabel, Paulinho, ao ver Michelle Fernandes , 20 anos, sendo maquiada na quadra da azul e branca. A passista retribui com um sorriso enquanto se prepara para uma sessão de fotos para o iG . Desde que venceu a terceira edição do concurso “Passista iG Rio 2013” numa votação recorde, com total de 191.642 votos – uma diferença de 74.517 votos para a segunda colocada, Gláucia Nunes , da Mangueira, que teve 117.125 votos – Michelle teve a impressão de que finalmente está vivendo o conto de fadas com que sempre sonhou. Uma das emoções foi receber a faixa de Passista iG 2013 das mãos da rainha de bateria da escola, Sabrina Sato .

Nascida e criada em Vila Isabel, ela sentiu as dificuldades de ingressar no mundo competitivo do samba cedo, aos 11 anos, quando foi convidada para ser princesa da escola mirim Herdeiros da Vila. “Michelle passou meses ensaiando e, uma semana antes do desfile, a fantasia dela não havia sido feita. Descobri que queriam colocar outra menina no lugar dela. Ela ficou arrasada”, conta a mãe da mulata, Luciane Silva, que fez questão de acompanhar Michelle no ensaio fotográfico.

Mãezona, Luciane sempre lutou para ver a filha feliz. “Ela foi até os organizadores e resolveu tudo no grito”, lembra Michelle, aos risos. “Lembro de assistir ao desfile procurando por ela o tempo todo com um aperto no coração até que finalmente vi um monte de plumas brancas e lá estava ela arrasando! Tinha que ver essa menina na Sapucaí. Só dava ela”, conta Luciane, orgulhosa. Depois de desfilar por dois anos consecutivos como princesa e, em seguida, como destaque na escola mirim, Michelle já sabia o que queria: ser passista da sua escola de coração, a Vila Isabel.

VEJA TAMBÉM: OS PASSOS COM QUE MICHELLE CONQUISTOU O TÍTULO DE PASSISTA IG

Mais uma vez as coisas não foram tão simples assim para a mulata. Depois de comparecer a diversos testes Michelle recebeu a notícia que não tinha “o perfil adequado” para ser passista da escola minutos antes de começar um ensaio de rua junto com as passistas. “Acho que foi porque sou mais franzina. Fiquei muito triste. Estava toda arrumada e me disseram que se mesmo assim eu quisesse ensaiar, poderia. Preferi ir embora”, conta Michelle, que não se deu por vencida. “Procurei a São Clemente, que me aceitou na hora. Fui muito bem recebida lá, onde fui passista durante dois anos e, após o primeiro ano, fui convidada para fazer a vinheta da escola para a Globo”, diz ela, que depois de todo o sucesso foi finalmente aprovada para fazer parte da ala das passistas na Vila Isabel.

“Troquei porque esse era o meu sonho. Meu coração é da Vila”, afirma ela, que aprendeu a amar a escola desde pequena quando a mãe a levava para a quadra nos fins de semana. Com o início das inscrições para o concurso da “Passista iG Rio2013”, cada escola deveria indicar uma representante. A primeira alegria para Michelle foi ter sido escolhida pela primeira-dama da escola, Gabriela Alves. “Sempre defendi muito as passistas da escola e vi o potencial dela”, diz Gabriela.

"DEU VONTADE DE CHORAR"

Feliz por poder representar as colegas, Michelle encarou mais um desafio: vencer as outras onze concorrentes das demais escolas do grupo especial. “Achava muito difícil ganhar. Quando cheguei lá e vi as meninas todas lindas fotografando, pensei: ‘Não sei não’. Cheguei a pensar em desistir. Meu marido que me incentivou e decretou: ‘Vamos continuar’”, conta ela, que é casada com Bill, um dos ritmistas da agremiação. “Se não fosse ele falando, teria desistido. Graças a Deus minha família e meus amigos me apoiaram 100%. Divulguei muitoo concurso no Facebook e sempre levava um papelzinho com um pedido de votos para os ensaios de rua. Eu entregava e o pessoal da escola lia no microfone”, lembra Michelle, que pôde contar com a Vila Isabel em todos os momentos da competição.

“Eles me ajudaram muito. Escreviam nas redes sociais, todas as alas da escola paravam para votar, foi muito legal. Quando ganhei, a primeira-dama e o pessoal que cuida das redes sociais da escola escreveram no Facebook que estavam orgulhosos de mim. Deu vontade de chorar”, conta Michelle, emocionada.

Luciane lembra que a relação da filha com a azul e branca está no sangue. “O avô paterno dela foi um dos fundadores da escola e a avó foi rainha na década de 60, quando o cargo nem tinha tanto glamour. Antigamente a rainha vinha num carro alegórico. Era algo mais discreto”, conta.

Agora, Michelle recebe o carinho de todos. “Nos ensaios é muito legal. Tem um grupo de meninas que sempre vai para me aplaudir. Elas escrevem na internet que querem ser como eu quando crescerem”, diz Michelle, uma baixinha que tem muito samba para mostrar.

Idade: 20 anos

Peso: 52 kg

Altura: 1,50 m

Busto: 77 cm

Cintura: 68 cm

Quadril: 94 cm

Agradecimentos: Maquiagem Nicole

Fotos: Lipe Borges

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.