Depois de estrear com vitória em 2012, a rainha de bateria da Mocidade Alegre quer o bicampeonato

A professora e educadora física Aline de Oliveira é mesmo “pé quente”, como ela diz. Há 11 anos na Mocidade Alegre, em 2012 a morena estreou no posto de rainha de bateria, e a escola venceu o Carnaval de São Paulo. “Foi um desfile que marcou minha trajetória”, conta. A estreia à frente da bateria foi em grande estilo, com direito a uma apresentação de surdo de Aline, que foi elevada em uma estrutura de pedestal criada especialmente para ela. Para 2013, promete uma nova surpresa. “Não posso contar, mas vai ter algo diferente na coreografia da bateria, sim”, afirma Aline.

Assídua aos ensaios, Aline mantém a forma com o próprio trabalho – ela dá aulas em uma academia de São Paulo. Nos meses que antecedem o Carnaval, intensifica os exercícios de pilates, para deixar a musculatura mais resistente para aguentar o ritmo de apresentações.

ENQUETE: Escolha a 'Passista iG 2013' do carnaval carioca

Para o dia do desfile, promete uma fantasia “picante”, já que o tema da escola falará sobre sedução. “Mas é surpresa”, diz ela que espera reviver a glória do título, com o bicampeonato. “Estamos confiantes, mas com o pé no chão”, diz ela, destacando a garra da comunidade que, a exemplo de 2012, batalhou para recuperar alegorias destruídas por um incêndio no barracão às vésperas do desfile.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.